Goiânia, domingo, 23 de Novembro de 2014     Seja-bem vindo! 
:: Sermões em Série ::
Séries / POR UMA IGREJA VIVA  / A FORÇA DA ORAÇÃO EM MEIO ÀS PRESSÕES - ATOS 12:1-17

A FORÇA DA ORAÇÃO EM MEIO ÀS PRESSÕES - ATOS 12:1-17


"Pedro, pois, estava guardado no cárcere; mas havia oração incessante a Deus por parte da igreja a favor dele" (v.5)


            Introdução :


Deus é soberano sobre todas as coisas, contudo Ele decidiu agir através das orações do Seu povo. Se oração é um meio que Deus usa para salvar pessoas, se oração é um meio que Deus usa para curar as pessoas, se oração é um meio que Deus usa para edificar o cristão e assim a igreja, então oração é algo para o que todo cristão deveria estar comprometido.


 


Contexto :


- Herodes Agripa I era incondicionalmente leal a Roma, tendo sido ajudado tanto por Calígula quanto por Cláudio a adquirir grande autoridade na Palestina, mas sabia da importância de obter a simpatia dos líderes judaicos a fim consolidar um reinado praticamente limitada à Palestina, com o de Herodes, o Grande (41-44 d.C.). Perseguir os adeptos do Cristianismo nascente era uma forma de agradar os judeus (12:3), e ele percebeu a importância de eliminar os líderes (12:1-2).


- Neste contexto de perseguição, muitos cristãos congregavam ocultamente nos lares para orar e crescer no conhecimento que cada um tinha para ler e falar sobre a mensagem do Evangelho. Eram mártires potenciais. Neste contexto, sabendo que Pedro estava preso, e nas condições em que estava (v.6), sua libertação pacífica seria algo, para a lógica humana, impossível. Por isto ficaram surpresos ao receber Pedro à porta.


- Deus tinha um plano urgente com Pedro e quanto a isto nada poderia impedir. Por esta razão, o anjo interferiu para libertá-lo.


- Este anjo não era Jesus, era um ser angelical comum enviado da parte de Deus com esta missão. As indicações do texto (7, 8, 10) indicam que suas ações foram limitadas apenas àquilo que Pedro não poderia fazer por si só.


 


Em Atos 12 temos pelo menos 5 princípios vitais para oração. Quais são eles ?


 


01. Orar especificamente (a favor dele). As pessoas especificamente oravam por Pedro (v.5) na prisão.


 


02. Orar à Deus (a Deus por parte da igreja). Lucas teve o cuidado destacar no verso 5 que as pessoas oravam de maneira "incessante a Deus". Você poderia perguntar : A quem mais eles orariam ? O princípio aqui é que nós não devemos orar para sermos ouvidos pelas pessoas ao nosso redor, mas que devemos orar com a certeza e prioridade para sermos ouvidos por Deus.  


 


03. Orar intensamente (oração incessante). O termo "incessante" (ARA) o advérbio evktenh.j : intensamente, fervorosamente.


 


04. Orar com esperança. As pessoas não oravam deste modo. Elas disseram efetivamente a Rode : "Estás louca !" quando ela anunciou que Pedro estava livre e à porta da casa. Diz o texto que ela insistiu nisto. Muitas vezes tratamos a resposta às orações como interrupções inconvenientes por não aprendemos a discernir a resposta que Deus nos dá às orações. Nos lembramos do texto que diz : "Isto é impossível aos homens, mas para Deus tudo é possível." (Mt. 19:26). Sabendo disto, todos nós deveríamos orar com esperança.  


 


05. Por último, orar em conjunto (por parte da igreja). Os cristãos do primeiro Século estavam comprometidos em orar juntos. O verso 5 revela que as orações eram feitas "pela igreja". Não podemos conceber a idéia de o pastor ficar encarregado de orar por tudo e por todos. Lucas especifica no verso 12 que "muitas pessoas estavam congregadas e oravam". Orar só é bom e necessário, mas as Escrituras demonstram que devemos estar comprometidos em orar juntos.


 


"Entretanto, a palavra do Senhor crescia e se multiplicava." v.24


 


    Sermão pregado pelo Missionário/Seminarista Ericson Martins


     em 11.10.2009


                                                        


 


 


Série: POR UMA IGREJA VIVA Visitas: 14875

     :: Sermões da Série ::
» SOLIDARIEDADE JÁ - ATOS 11:27-30
» A FORÇA DA ORAÇÃO EM MEIO ÀS PRESSÕES - ATOS 12:1-17
» SER CRISTÃO HOJE - ATOS 11:19-26
» O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO - ATOS 11:1-18
» UM CASA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO - ATOS 10
» POR UMA IGREJA VIVA QUE VALORIZA A CONVERSÃO - ATOS 9:1-19
» EVANGELIZANDO PESSOA A PESSOA - ATOS 8:26-40
» O PODER DO ESPÍRITO OU O PODER DO DINHEIRO - ATOS 8:1B-25
» ESTÊVÃO, UM HOMEM CHEIO - ATOS 6:8-7:1-60
» OTIMIZANDO A LIDERANÇA DA IGREJA VIVA - ATOS 6:1-7
» ENFRENTANDO OS CÁRCERES DA MISSÃO - ATOS 5:12-21
» UMA IGREJA VIVA, PORÉM HUMANA - ATOS 5:1-11
» A COMUNIDADE VIVA DOS CRENTES - ATOS 4:32-37
» A ORAÇÃO QUE DEUS ATENDE - ATOS 4:23-31
» HOMENS QUE ESTIVERAM COM JESUS - ATOS 4:5-22
» DESAFIOS DE QUEM FOI USADO EXTRAORDINARIAMENTE POR DEUS - ATOS 3:11-26, 4:1-4
» MARCAS DAS "COLUNAS" DE UMA IGREJA VIVA - AT 3:1-10
» OS SINAIS DE UMA IGREJA VIVA - At 2:42-47
» AS CONEXÕES DA IGREJA VIVA - AT 2:37-41
» POR UMA IGREJA VIVA PELA AUTORIDADE DO PENTECOSTES - At 2:14-36
» POR UMA IGREJA VIVA PELO PENTECOSTES - AT 2:1-13
» POR UMA IGREJA VIVA PELO PODER - AT 1:1-11
» POR UMA IGREJA VIVA EM CRESCIMENTO - AT 9:31


 1220322 Visitas desde 07-04-1997
 Usuários On-Line: 18
 
 2008. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Ousar.Net   Área Restrita