Goiânia, domingo, 20 de Abril de 2014     Seja-bem vindo! 
:: Sermões em Série ::
Séries / AMANDO TOTALMENTE O SENHOR  / A UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO - IS 61:1-4

A UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO - IS 61:1-4

                                 


         “Cada vez que dizemos creio no Espírito Santo queremos dizer com isto que acreditamos na existência de um Deus vivo capaz e disposto a entrar na personalidade humana e modificá-la” (J. B. Phillips). Isaías passou por esta profunda transformação e teve o cuidado de registrá-la no seu livro. Ele vivia num tempo em que o povo de Israel estava debaixo do cativeiro babilônico: injustiça, exploração, opressão e completa escravidão faziam parte do dia a dia. Em meio a este caos nacional, ele vislumbrou uma grande visitação do Espírito sobre ele que mudaria sua história mas, acima de tudo, a história do seu povo, trazendo transformação da relação com Deus, da relação entre eles,   da relação com as nações e um progresso social extraordinário!


         Hoje, assim como na semana passada, somos chamados a uma  compreensão de que como acontece entre nós este movimento transformador do Espírito que aqui Isaías chamou de unção. Como se efetiva a unção do Espírito?


         I – DINÂMICA DA UNÇÃO: UMA EXPERIÊNCIA PESSOAL  (v. 1)


 1.Soberana  (v. 1 “.... O Espírito do Senhor Deus...”)


     A unção é um movimento do céu para a terra e não da terra para o céu e quem comanda este movimento é o próprio Espírito! O Espírito unge quem quer, quando quer e como quer.... Ele não se prende  aos nossos preconceitos  denominacionais, às nossas discussões acadêmicas, aos limites humanos....


2. Exclusiva  (v. 1 “... está sobre mim....)


    A unção é uma realidade interior empírica, concreta, definida, dada exclusivamente àqueles que já nasceram do Espírito (Jo 3:3-5), mas que precisam passar ainda pela expansão do domínio do Espírito.... A unção, assim, é para aqueles que tendo o Espírito “residente” estão dispostos a tê-lo como Espírito “presidente”...


 


        II – PROPÓSITO DA UNÇÃO: UMA EXPERIÊNCIA MISSIONÁRIA (v. 1)


1. Missão profética  (v. 1 porque o Senhor me ungiu para pregar boas novas aos quebrantados de coração)


    A unção não é: para entretenimento espiritual,  para conferir status eclesiástico, para provocar um êxtase emocional nem para gerar divisão comunitária. A  unção é essencialmente um derramar de autoridade  feito pelo Espírito, que leva o ungido a “pregar” a “boa notícia” do interesse de Deus pelo homem, pregação que vai além da ministração de um sermão, pois envolve o  “uso das oportunidades de relacionamento para testemunhar aos que estão com o coração aberto  para conhecer pessoalmente a Deus  em Cristo”. O ungido do Espírito é alguém que, tendo conexões permanentes  e qualificadas com o Espírito, procura prioritariamente relacionar com aqueles que ainda não conhecem o Espírito para levá-los a uma experiência de novo nascimento no Espírito.


    


2. Missão terapêutica (v. 1 “... enviou-me a curar os quebrantados de coração...”)


    O ungido é um agente terapêutico enviado para ministrar o santo óleo do Espírito que traz cura para todos os males do coração....... Mais do que uma experiência de salvação, pelo novo nascimento,  ele promove uma experiência de cura interior! Esta missão desenvolve-se particularmente, independentemente de programas, eventos, cargos, ordens ou calendário. O ungido é alguém atento às carências   dos quebrantados que Deus coloca no seu caminho....


3. Missão libertadora  (v. 1 “... a proclamar libertação aos cativos e a por em liberdade os algemados”)


    O ungido do Espírito não é chamado para uma grande, confortável e tranquila viagem de turismo espiritual, na qual passará por muitas emoções, êxtases extraordinários, visões, revelações..... Pelo contrário, ele é chamado para assumir com mais ousadia, coragem, consagração, renúncia e fé seu posto  na grande batalha contra as forças malignas que querem dominar o coração humano. A unção do Espírito, assim, é uma capacitação para estar nos lugares mais difíceis da batalha.....


       III – O ALCANCE DA UNÇÃO: UMA EXPERIÊNCIA DE REDESCOBERTA (v. 2-4)


1. Redescoberta da graça (v. 2 “... e apregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus....”)


    O Ungido pelo Espírito “apregoa o ano aceitável do Senhor”, ou seja, a era da graça que oferece ao pecador a chance de voltar para Deus por meio do sacrifício de Jesus na cruz: “nós, na qualidade de cooperadores com Deus, também vos exortamos a que não recebais em vão a graça de Deus, porque Deus diz – eu te ouví no tempo oportunidade e te socorri no dia da salvação; eis, agora, o tempo sobremodo oportuno, eis, agora, o dia da salvação” (II Co 6:11-2). O ungido do Espírito exerce sua missão com agilidade pois sabe que esta era da graça se findará no “dia da vingança”, dia do julgamento e da condenação.   


2. Redescoberta da alegria (v. 2 “... a consolar todos os que choram e a por sobre os que em Sião estão de luto uma coroa ao invés de cinzas, óleo de alegria, em vez de pranto, veste de louvor ao invés de espírito angustiado...”)


   O ungido pelo Espírito sente-se responsável pelas pessoas que sofrem, por isso com sabedoria aponta-lhes o único caminho de resgate da genuína alegria: a consciência de que, a despeito das inevitáveis circunstâncias adversas, Deus continua no controle de todas as coisas e usará todas elas para glorificação do Seu nome e edificação dos que Nele confiam!


3. Redescoberta da relevância (v. 3b-4 “... a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor, para a Sua glória. Edificarão os lugares antigamente assolados, restaurarão os de antes destruídos e renovarão as cidades arruinadas, destruídas de geração em geração” )


   O ungido do Espírito tem uma relação equilibrada com Deus: no seu coração aguça a consciência de que ele é um “carvalho do Senhor” plantado por Ele para serví-lo e glorificá-lo. Esta relação equilibrada com Deus o leva a ter uma relação de responsabilidade com a cidade a sua volta – ele torna-se parceiro de Deus na edificação, restauração e renovação dos lugares outrora destruídos e arruinados. O ungido não é um ET desconectado das realidades terrenas, pelo contrário, ele é um agente de transformação social!


 


         CONCLUSÃO


         Lc 4:16-30 – Jesus experimentou uma plena unção do Espírito Santo quando leu na sinagoga de Nazaré este texto de Isaías. Por Jesus, através da fé em Sua Palavra, temos o único caminho efetivo de experimentação desta maravilhosa unção, uma unção que não é única, mas se renova na marcha da vida para podermos cumprir cada desafio apontado pelo Espírito Santo!



         Pregado por Pr. Jair Francisco Macedo


         06.10.2013 


 


Série: AMANDO TOTALMENTE O SENHOR Visitas: 354

     :: Sermões da Série ::
» JESUS ENTRA EM NOSSO BARCO - LC 5:1-11
» CONSTRUINDO O BOM FUTURO
» NOSSA ORAÇÃO PELA IGREJA - FP 1:3-11
» UNIDADE DA IGREJA - SALMO 133
» A OBRA RECONSTRUTORA DO ESPÍRITO SANTO - ZC 4
» O CHAMADO DO ESPÍRITO SANTO - EZ 37:1-14
» O RIO DO ESPÍRITO - EZEQUIEL 47:1-12
» O DERRAMAMENTO DO ESPIRITO SANTO - IS 44:1-8
» A UNÇÃO DO ESPÍRITO SANTO - IS 61:1-4
» COMO ENCHER A BOTIJA? II REIS 4:1-7
» A ORAÇÃO QUE QUE TRANSFORMA - II CRÔNICAS 7:1-14
» NUNCA DEIXE DE SONHAR - GN 28:1017
» ENFRENTANDO A IDOLATRIA - EX 32:1-10
» EBENÉZER, A PEDRA DA VITÓRIA - I SM 7:1-12
» A GRANDE CEIA DE DEUS - LC 14:15-24
» O VERDADEIRO DISCÍPULO - MT 16:13-20
» EDIFICANDO NOSSA VIDA SOBRE JESUS, A PEDRA - I CO 10:1-13
» VALE DE BÊNÇÃO - II CRÔNICAS 20:30-31
» DUPLA CIDADANIA - ATOS 13:16-41
» AMAR TOTALMENTE O SENHOR É ADORÁ-LO - II SM 24:18-25
» O SOFRIMENTO DO MESSIAS - ISAÍAS 53
» A INCRÍVEL PERDA NO LAR - LC 15:8-10
» ZELANDO PELA FAMÍLIA DE DEUS
» UMA MÃE DE GRANDE FÉ - MT 15:21-28
» DISCUTINDO COM DEUS - JONAS 4
» REALIZANDO A MISSÃO DE DEUS - JONAS 3
» BUSCANDO A DEUS - Jonas 2
» FUGINDO DE DEUS - JONAS 1:1-17
» UM RESGATADOR QUE FAZ A DIFERENÇA - RT 4:1-22
» O LAR QUE FAZ A DIFERENÇA - RUTE 3:1-18
» O DEUS QUE FAZ A DIFERENÇA - RUTE 2:1-23
» UMA AMIZADE QUE FAZ DIFERENÇA - RUTE 1:1-22
» AMAR O SENHOR É CONHECÊ-LO - OS 5:15-6:1-6
» IMPACTANDO A CIDADE COM O DISCIPULADO - ATOS 19:8-11
» AMANDO TOTALMENTE O SENHOR - Dt 6:1-5


 999423 Visitas desde 07-04-1997
 Usuários On-Line: 13
 
 2008. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Ousar.Net   Área Restrita