Goiânia, terça-feira, 25 de Novembro de 2014     Seja-bem vindo! 
:: Sermões em Série ::
Séries / VIVENDO COM PROPÓSITOS  / VIVER COM PROPÓSITO - ISAÍAS 26:1-4

VIVER COM PROPÓSITO - ISAÍAS 26:1-4

1. Dr. Hugh Moorhead, professor de filosofia da Universidade de Illinois, EUA, perguntou a 250 renomados filósofos, cientistas e intelectuais do mundo: “qual o significado da vida”?. Respostas: alguns deram bons palpites, outros inventaram um propósito para não passar em branco, outros honestamente disseram que não tinham a menor idéia e vários pediram ao professor que, caso ele descobrisse a resposta, que comunicasse com eles.

2. PERFIL DE ISAÍAS Profeta urbano e ligado à corte; ministério - exercido entre 740 e 700 a.C; tempo - de agitação política (por causa do domínio assírio) e de agitação espiritual (por causa do domínio do pecado); mensagem - de confrontação e de encorajamento.

3. ENCORAMENTO: Isaías aponta para um DIA DE VITÓRIA

a) Dia de celebração (v. 1a - “naquele dia se entoará este cântico na terra de Judá”)
b) Dia de reafirmação (v. 1b – “temos uma cidade forte, Deus lhe põe a salvação por muros.....”)
c) Dia de comunhão (v. 2 – “abri as portas....”)
Nb.:
+ Sentido primário – restauração de Jerusalém com o fim da dominação assíria
+ Sentido pleno – estabelecimento da Nova Jerusalém para todos os salvos pelo Messias de Israel - Ap 21:10-11 (“ a santa cidade, Jerusalém,... tem a glória de Deus”); Hb 12:22

4. PROPOSTA DO ESTUDO: a) Como chegar hoje a esta experiência presente de restauração existencial e no futuro de restauração salvadora plena? Isaías diz que “é preciso ter um propósito de vida “ (v. 4)
a) “Propósito= “formar, moldar, imprimir diretrizes”
b) “O homem sem propósito é como um barco sem leme” (Thomas Carlyle)

 


UMA VIDA COM PROPÓSITO (v. 4)


I – UMA VIDA CENTRADA EXCLUSIVAMENTE EM DEUS (v. 4 “Tú, Senhor,...”)


“A menos que se admita a existência de Deus, a questão que se refere ao propósito para a vida não tem sentido” (Bertrand Russel – ateu)

Is 44:1-6
1. PQ DEUS É O NOSSO CRIADOR (Is 44:1-2)
Só quem nos criou pode definir eficientemente o propósito para a nossa existência...
2. PQ DEUS É O NOSSO MANTENEDOR (Is 44:3-4)
Só quem nos mantém pode criar as condições para que vivamos com propósito....
3. PQ DEUS É O NOSSO SENHOR (Is 44:5-6)
Viver com propósito significa viver como servo de Deus
Nb.: propósito não é aquilo que você decidiu fazer da sua vida e depois só comunicou a Deus, mas é aquilo que Deus decidiu fazer de sua vida e comunicou a você!


II – UMA VIDA COM QUALIDADE DIFERENCIADA
(v. 4 “conservarás em perfeita paz...”)


1. PAZ PERFEITA NÃO É:

a) Ausência de sofrimento – I Pd 5:10
b) Ausência de conflito – Gl 2:11 (Paulo resistiu a Pedro “face a face pq se tornara repreensível”)

1. PAZ PERFEITA É:

a) Paz da singularidade (“Pessoa certa...”) Você é o único “você” que Deus criou. A probabilidade de que exista alguém igual a você, no presente, passado ou futuro é infinitesimal, algo como 10 elevado à potência 3.000.... Deus criou você e quebrou o molde... Ninguém pode duplicar a sua vida... Não existe uma caixa com “cópia de segurança” sua na oficina de Deus.. Você é o cometa halley de Deus: só temos uma oportunidade de vê-lo brilhar! (Max Lucado).
b) Paz da utilidade (“... nos lugares certos...”) Diante da ordem dada pelo presidente John Kennedy para plantar um carvalho no gramado da Casa Branca, o jardineiro protestou dizendo que a árvore não cresceria em menos de dez anos. “Então aí está uma razão para você plantá-la logo: plante hoje mesmo”, disse Kennedy. Você é único, mas precisa ser útil sem medo da grandeza do propósito que Deus lhe determina. Moisés só tinha um cajado, Davi só um estilingue, Sansão só uma queixada, Raabe só uma corda, Maria só um pouco de ungüento, Arão só uma vara, Dorcas só uma agulha, MAS TODOS FORAM USADOS POR DEUS POR QUE TIVERAM O PROPÓSITO DE SEREM ÚTEIS! A paz perfeita é a paz da utilidade!
c) Paz da verticalidade (...” pelas razões certas”) Michelangelo foi um grande escultor. Com pouco mais 30 anos, quando já tinha produzido obras primas como Pietá e Davi, recebeu do papa Julio II a tarefa de esculpir algumas figuras no teto de uma capela do vaticano. Apesar de resistente no início, por não ser a pintura a sua paixão, acabou aceitando o desafio. Quatro anos mais tarde, depois de ter pintado 400 figuras e 9 cenários e ter perdido a saúde de tanto trabalhar, Michelangelo acabou fazendo uma obra que redirecionou o estilo da pintura européia e mundial. A um observador do trabalho lhe perguntou porque dera tanta atenção nos detalhes dos cantos da capela se ninguém nunca os veria, ele respondeu de maneira firme: “Deus verá”. Para viver com propósito não basta ser único, ser útil, é preciso fazer tudo para a glória de Deus = paz da verticalidade.
Ef 6:7 “Sirvam de boa vontade, como ao Senhor e não para homens”


III – UMA VIDA QUE PAGA O PREÇO DA CONSTÂNCIA
(“aquele cujo propósito é firme”)


1. PROPÓSITO FIRME É O QUE RESISTE AO TEMPO (Is 25:1 – “ó Senhor, tu és o meu Deus; exaltar-te-ei a ti e louvarei o teu nome, porque tens feito maravilhas e tens executado os teus conselhos antigos, fiéis e verdadeiros”) Judith Dias Pinheiro, é um grande exemplo de alguém que decidiu viver com propósito: missionária servindo ao Senhor desde a juventude, registrou no cartão de aniversário dado aos convidados para a sua festa de 90 anos: “O Senhor levará a bom termo o que me concerne” (Sl 138:8); a doutrina da providência ensina aos cristãos que eles nunca estão presos à sorte cega, à casualidade ou ao destino. Tudo o que lhes acontece é divinamente planejado e cada acontecimento chega como um novo convite a confiar, a obedecer e regozijar-se, sabendo que todas as coisas ocorrem para o seu bem espiritual e eterno” (Rom 8:28). Viver com propósito não é um projeto para um ano ou uma década, mas para toda a vida!

2. PROPÓSITO FIRME É O QUE PERMANECE NO FOCO Quando Davi se apresentou a Saul para lutar contra Golias, vendo que Golias tinha mais de 2.70 de altura, um capacete de bronze, uma couraça de escamas de 56 quilos, caneleiras de bronze, uma lança com uma ponta de 7 quilos (I Sm 17:4-7), Saul mais do que depressa quis dar ao pequenino Davi uma armadura e um capacete de bronze. Contudo ele rejeitou, escolheu as pedras e derrotou o gigante com um estilingue, ensinando-nos que nem tudo que serve para os outros serve também para nós. Se um rei lhe der uma armadura não significa que você deve usá-la: só porque alguém lhe deu um conselho, um emprego, uma promoção, não significa que você tenha que aceitar. Viver com propósito não é fazer muitas coisas, mas fazer exatamente aquilo que Deus estabeleceu como foco central das nossa vidas...


CONCLUSÃO: viver com propósito é viver em Cristo (Is 9:6-7)


1. É viver na melhor fonte de vida: o Senhor Jesus Cristo (Jo 4:6-15)

2. É desfrutar da melhor paz de vida: a paz perfeita de Jesus Cristo (Col 3:15)

3. É permanecer até o fim na prática da melhor vontade da vida: a vontade de Jesus Cristo Jo 13:17 4. Propósitos que partilharemos daqui até novembro:
a) Adoração: você foi planejado para agradar a Deus
b) Comunhão: você foi formado para fazer parte da família de Deus
c) Discipulado: você foi criado para conhecer e ensinar todo o desígnio de Deus
d) Serviço: você foi moldado para demonstrar o amor de Deus
e) Evangelização: você foi criado para partilhar a salvação de Deus 


Pr. Jair Francisco Macedo – jajamacedo@hotmail.com


Série: VIVENDO COM PROPÓSITOS Visitas: 20699

     :: Sermões da Série ::
» AS QUALIDADES DO SERVIÇO DO REINO - I PD 4:7-11
» O SERVIÇO DO REINO - MT 21:28-32
» A BATALHA DA EVANGELIZAÇÃO – MARCOS 9:14-29
» AS CONEXÕES DA EVANGELIZAÇÃO: DAR DE COMER A QUEM TEM FOME
» O FOCO DA EVANGELIZAÇÃO - MC 5:14b-20
» A ESTRATÉGIA DA EVANGELIZAÇÃO - MC 3:13-19; 6:7-13
» A MENSAGEM DA EVANGELIZAÇÃO - MC 2:1-12
» O CHAMADO PARA A EVANGELIZAÇÃO - MC 1:16-20
» DISCIPULADO, UM CHAMADO À GRANDE COMISSÃO - MC 16:14-20
» DISCIPULADO, UM CAMINHO DE SUPERAÇÃO - MC 10:32-34
» DISCIPULADO, CAMINHO DE SALVAÇÃO - MC 10:17-27
» DISCIPULADO, UM CAMINHO DE SERVIÇO – JO 13:1-17
» AS EXIGÊNCIAS DO DISCIPULADO – MC 8:34-38
» O PERFIL DO DISCÍPULO – MARCOS 8:27-33
» RESTAURANDO RELACIONAMENTOS QUEBRADOS - MT 18:15-20
» COMUNHÃO: UM CAMINHO DE INTEGRAÇÃO – At 2:36-42
» UNIDADE: CAMINHO DA BÊNÇÃO - SL 133
» COMUNHÃO, CHAMADA AO AMOR - JO 13:31-35
» DESENVOLVENDO UM PROJETO DE ADORAÇÃO - LC 22:39-46
» O DEUS QUE DESCE NA ADORAÇÃO - ISAÍAS 64
» O DESAFIO DA ADORAÇÃO COMUNITÁRIA - LC 17:11-19
» A ADORAÇÃO QUE JESUS RECONHECE - MC 14:1-3
» AS IMPLICAÇÕES DA RESSURREIÇÃO - MT 28:1-10
» A FESTA DA PÁSCOA - EX 12:1-28
» VALE A PENA FAZER DE DEUS O PROPÓSITO CENTRAL DAS NOSSAS VIDAS? SALMO 73
» VIVENDO O MAIOR PROPÓSITO DIVINO: A PERFEIÇÃO - (Fp 3:12-16)
» VIVER COM PROPÓSITO - ISAÍAS 26:1-4


 1222548 Visitas desde 07-04-1997
 Usuários On-Line: 6
 
 2008. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Ousar.Net   Área Restrita