Goiânia, sábado, 30 de Agosto de 2014     Seja-bem vindo! 
:: Sermões em Série ::
Séries / SERMÕES AVULSOS  / O OLEIRO E O VASO - JEREMIAS 18:1-6

O OLEIRO E O VASO - JEREMIAS 18:1-6

1, A COMUNICAÇÃO DO SENHOR:
a) Verbal (v. 1- “Palavra”)
b) Pessoal (v. 1- “que veio a Jeremias”)
c) Exige uma resposta imediata (v. 2-3a “dispõe-te e desce.... desci...)

2. O HOMEM QUE DESCE
a) Afrontado (15:15)
b) Oprimido (15:17)
c) Adoecido (15:18a)
d) Iludido (15:18b)
e) Chamado (1:4-10) e comprometido (17:13-17)

3. DESTINO DA MENSAGEM
a) Jeremias
b) Israel
c) Nós

I – DEDICAÇÃO

1. DEDICAÇÃO TOTAL (v. 4 – “ele estava entregue”) = “esforço, empenho, consagração
“Desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera” (Is 64:4).
2. DEDICAÇÃO PESSOAL (V. 4 – “Sua obra”)
“Mas agora, ó Senhor, tu és nosso Pai, nós somos o barro e tu, o nosso oleiro; e todos nós obras das tuas mãos” (Is 64:8)
3. DEDICAÇÃO CONTÍNUA (v. 4 – “sobre rodas”)
“Aquele que começou boa obra em vós há de completa-la até o dia de Cristo de Jesus” (Fp 1:6) – o Pai nos colocou no eixo central chamado Jesus Cristo e nunca mais irá interromper o “giro”...

II – RENOVAÇÃO

1. PQ ELE CONHECE A NOSSA CONSISTÊNCIA (v. 4 – vaso que o oleiro fazia de barro se lhe estragou”)
a) “Ai dos que escondem profundamente o seu propósito do Senhor, e as suas próprias obras fazem às escuras, e dizem: quem nos vê? Quem nos conhece? Que perversidade a vossa! Como se o oleiro fosse igual ao barro, e a obra dissesse ao seu artífice: Ele não me fez; e a coisa feita dissesse do seu oleiro; ele nada sabe” (Is 29:15-16)
b) “E não precisava que alguém lhe desse testemunho a respeito do homem, porque ele mesmo sabia o que era a natureza humana” (Jo 2:25)

2. PQ ELE CONHECE A SUA SUFICIÊNCIA (v. 4 – “... na mão”)
a) “Teu Senhor é o poder, a grandeza, a honra, a vitória e a magestade; pq teu é tudo quanto há nos céus e na terra; teu Senhor é o reino, e tu te exaltaste por chefe sobre todos. Riquezas e glórias vêm de ti, tu dominas sobre tudo, na tua mão há força e poder; contigo está o engrandecer e a tudo dar força” (I Cron 29:11-12)

3. PQ ELE TEM AUTONOMIA – (v. 4“tornou a fazer dele outro vaso”)

4. PQ. ELE TEM UM PROJETO CLARO – (v. 4 “segundo bem lhe pareceu”)

CONCLUSÃO

“Então veio a mim a palavra do Senhor” (v. 5) – Como ser um vaso novo hoje?

1. FÉ: crê que o oleiro pode e quer fazer um vaso novo (v. 6)
2. CONVERSÃO = MUDANÇA ÉTICA (v. 11b)
3. DECISÃO CORRETA: esperança com renúncia (v. 12)

Pr. JAIR FRANCISCO MACEDO – jajamacedo@hotmail.com

Série: SERMÕES AVULSOS Visitas: 46471

     :: Sermões da Série ::
» A CORRIDA CRISTÃ - HB 12:1-3
» A UNÇÃO DO ESPÍRITO / I JO 2:18-29
» DO ATIVISMO PARA A QUIETUDE - LUCAS 10:38-42
» JESUS - MATEUS 1:1-17
» APRENDENDO COM MARIA - LUCAS 1:25-56
» GRAÇA - II COR 8:9 (ler v. 1-15)
» COMO ENCHER A BOTIJA - II REIS 4:1-7
» VIDA OU MORTE - EFÉSIOS 2:1-10
» A UNIDADE DE IGREJA - JO 17
» PORQUE JESUS NOS LEVA PARA O MONTE? - LC 9:28-36
» A IGREJA NA CIDADE - ATOS 17:16-34
» A IGREJA VIVA - EZ 37:1-14
» O OLEIRO E O VASO - JEREMIAS 18:1-6
» JESUS É A PEDRA - I CORÍNTIOS 10:1-5
» VALORES DE UMA IGREJA - ISAÍAS 54
» A UNÇÃO DO ESPÍRITO - I JO 2:18-29
» O REINO DOS CÉUS - MT 25:14-30
» CUMPRINDO A NOSSA MISSÃO - ATOS 8:26-40


 1132793 Visitas desde 07-04-1997
 Usuários On-Line: 1
 
 2008. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por Ousar.Net   Área Restrita