Para amigos que estão mudando de igreja

Para amigos que estão mudando de igreja

(Escreví esta carta há alguns anos para um casal que conheceu a Cristo em nossa igreja, mas entendeu ser direção de Deus envolver-se em outra comunidade da cidade.Transcrevo-a na expectativa de que ela poderá abençoar outros que mundo a fora vêm-se diante desta busca de uma nova experiência cristã….)

Olá amigos, graça e paz!

Aproveito a liberdade de nossa amizade para abrir com vocês meu “coração pastoral”. Desde os seis anos de idade estou envolvido com a “igreja”, tragetória que me possibilitou aprender alguns aspéctos que considero essenciais para construção de um relacionamento positivo com esta expressão terrena do Reino de Deus…

1.) Os bastidores da igreja, independentemente de seu rótulo, são sempre piores do que sua “vitrine” – hoje vocês estão iniciando uma nova caminhada comunitária com olhos sinceros e puros programados para ver os encantos da “vitrine”; na marcha do tempo, porém, quando conhecerem as fragilidades dos bastidores lembrem-se que, mesmo sendo de Jesus, a Igreja tem debilidades inerentes à fragilidade humana…

2.) Sejam zelosos no desenvolvimento de uma motivação de servo: vocês não entraram na Igreja para serem “consumidores” de suas eventuais benesses, mas para serem agentes de transformação através do serviço abnegado; não estejam focados no que a Igreja lhes dará, mas no que vocês darão a ela por amor a Cristo.

3.) Nunca se esqueçam de que o relacionamento com Jesus, permanentemente, deve preceder a relação com a Igreja. Sem uma comunhão diária, crescente e qualificada com Jesus, vocês não suportarão a Igreja.

4.) Ao ingressarem na Igreja vocês ampliaram em muito a guerra que já travavam contra satanás. Estejam atentos como soldados em plantão: ele fará de tudo para desviá-los desta rota comunitária de comunhão, adoração, discipulado, evangelização e serviço. Não temam, “maior é aquele que está em vocês do que aquele que está no mundo”.

5.) Como vocês deixei para trás uma história de laços intensos com a Igreja Católica, para, em razão de uma direção clara de Jesus, estabelecer vínculos com ELE através de uma igreja chamada “evangélica”. Esta é uma mudança cultural e social muito grande. Sejam pacientes e sábios: não desvalorizem os bons princípios e experiências do passado, nem superestimem as virtudes que vocês já estão descobrindo agora..

No mais, espero ter o privilégio de continuar como um amigo desta extraordinária caminhada cristã. Saudações “vilanovenses” regadas com Coca-Cola e pão de queijo….

Um abraço,

Pr. Jair Francisco Macedo

Deixa seu comentário

Your email address will not be published.